Quais técnicas um designer gráfico precisa dominar?

design-grafico

Designer gráfico é uma profissão que vem crescendo e, conforme as necessidades, algumas habilidades são cada vez mais necessárias.

Para ser um profissional de destaque na área de Design Gráfico, é importante compreender o desejo do cliente e ter criatividade para trabalhar.

Além de deter conhecimento técnico e sempre se atualizar, o profissional dessa área precisa também dominar as chamadas soft skills.

Para isso, é fundamental ter repertório, que é todo conhecimento que você adquiriu ao longo de sua trajetória, toda experiência que você obteve e assim usá-lo de forma ilimitada no seu projeto.

A criatividade não é uma habilidade que já nasce no profissional, tem pessoas que são agraciadas com ela, mas muitas vezes é preciso desenvolvê-la.

Ou seja, é possível se tornar um designer criativo ao relacionar ideias, observando mais e estudando para estar conectado ao mercado e ter mais referências.

Dominar técnicas e métodos de criação é a base para que você trabalhe como designer gráfico e se destaque.

Hoje em dia, é parte do trabalho do designer gráfico utilizar programas de edição, como Photoshop, Ilustrator, CorelDraw e outras ferramentas consideradas essenciais para a criação de uma arte.

Portanto, é de suma importância que você tenha conhecimento completo dessas ferramentas.

O que o designer gráfico faz?

Para falarmos das técnicas que um designer gráfico precisa dominar, precisamos, antes, deixar claro o que se faz nessa profissão.

Comunicação Visual

A comunicação visual engloba desde um logotipo até toda definição da identidade visual de uma marca, cartazes, websites etc.

Editoração

O processo de editoração engloba desde o conceito até a publicação de materiais de comunicação como livros, portais de internet, revistas etc.

Neste contexto, o designer gráfico tem o papel não apenas de diagramação dos conteúdos, mas da conceituação do material em si, escolha dos melhores formatos para publicação etc.

Criação de embalagens e produtos

Um designer gráfico pode desenvolver toda a embalagem de um produto e materiais de apoio logístico, além de produtos em si.

Isso mesmo, essa profissão permite a criação de produtos também, como roupas e acessórios, móveis e outros.

Animação gráfica

Da vinheta da TV, passando por vídeos de memes e até filmes como os da Pixar.

Tudo isso é trabalho de animação gráfica. Sim, a abertura do BBB, aquele tutorial do seu app preferido e assim por diante.

Conhecimento técnico do designer gráfico

Algumas das habilidades necessárias para um bom designer gráfico estão no artigo: “Quer trabalhar como designer? Veja as habilidades necessárias“, para consultá-lo, clique aqui.

Vamos, então, falar primeiro das “hard skills”, que são as habilidades técnicas de um profissional.

O desenho é uma das partes mais importantes do trabalho, por isso, técnicas para desenhar e ilustrar estão presentes na formação base de qualquer designer.

Nesse contexto, a tecnologia tem papel importante, afinal, hoje em dia, um conhecimento técnico fundamental para esse profissional é a computação gráfica.

Isso mesmo, é essencial dominar softwares como Photoshop, Ilustrador, InDesign, CorelDraw e outros.

Outras formações técnicas envolvidas na formação desse profissional estão História da Arte, planejamento, editoração, animação, Teoria das Cores e mais.

Assim, a partir do conhecimento teórico, um designer gráfico é capaz de solucionar problemas, desenvolvendo soluções criativas para, por exemplo, uma embalagem de produto.

Designer gráfico e as soft skills

Mas, é preciso lembrar que, além de gostar de desenhar, esse profissional precisa ter senso estético e estar o tempo todo se atualizando com as tendências visuais do setor em que atua.

Saber se organizar é outra habilidade fundamental para o designer gráfico, pois além de fazer isso para executar suas tarefas, o resultado de um trabalho organizado vem na hierarquia das informações nas entregas realizadas: de um logotipo à formatação de uma página na internet ou uma animação gráfica.

Saber ouvir é outra soft skill relevante para a profissão. Se não escuta com atenção o pedido do cliente, o resultado pode ser bem triste.

Por isso, todo designer precisa ser um bom ouvinte, para conseguir entender o desafio e criar uma solução funcional e esteticamente agradável.

Quer entrar para o mercado de comunicação visual?

Você pode iniciar aprendendo o design thinking neste curso de 40h da FIAP disponível aqui no EuCapacito: clique aqui.

Mas, vale destacar que Design Thinking é uma metodologia que ensina a pensar como um designer.

É o que você leu mesmo. Um designer utiliza todo um processo de pensamento crítico e criativo centrado na pessoa, no usuário.

Ou seja, tudo parte de um olhar mais humano para os problemas, com um belo exercício de empatia.

Qualquer pessoa pode e tem muitos ganhos em pensar como um designer para solucionar os desafios do seu dia a dia.

Se inovar e tentar ver problemas por outras perspectivas é a sua, não deixe de fazer esse curso e clique aqui!